terça-feira, 8 de maio de 2012

Antes e Depois: Locomotiva Nº902, da RFFSA/RVPSC


Antes da chegada das locomotivas diesel G-8 e G-12 nas linhas da velha RMV, substituindo de vez as velhas vaporosas, a companhia já experimentava alternativas para a viação a vapor, como a tração elétrica. Aqui, foram alemãs Siemens Schuckert Werke e inglesas Metropolitan-Vickers que representaram esse tipo de locomotiva na bitola métrica da EFOM. Com a chegada da VFCO/RFFSA, entre as décadas de 1960 e 1970, a tração elétrica foi caindo em desuso, as máquinas de procedência germânica retiradas de serviço e as máquinas originárias do Reino Unido mantidas em serviço em trens de subúrbio e manobra em pátios de metrô. Com o tempo, as locomotivas foram ficando defasada por falta de peças, até que, na década de 1980, pouquíssimas ainda se encontravam em operação. Vendo a falta de praticidade na manutenção do sistema elétrico da era RMV, a RFFSA SR-2 vendeu todas as suas máquinas elétricas ainda operacionais ou desativadas para uma ferrovia secundária, a Viação Férrea Federal do Leste Brasileiro. O "novo" material da RMV teve curta utilização lá, onde foi aposentado, abandonado e destruído nos primeiros anos da década de 1990. Das máquinas elétricas adquiridas da Metropolitan-Vickers Corporation, restaram apenas a Nº918, preservada como relíquia em São João del-Rei, e a Nº902, atualmente á espera de restauro que chegará através da ABPF-PR, que está juntando recursos para restaurar o equipamento.

O antes: "Carreirinha" de três locomotivas Metropolitan-Vickers liderada pela Nº902, na estação de Belo Horizonte. Foto de Herbert Graf.
O depois: a mesma locomotiva largada em um pátio de Paranaguá - PR, em 2001, entregue ao abandono total. Foto de Ricardo Koracsony, do acervo NEOM-ABPF.
O agora: A Nº902 descansa no depósito de relíquias da ABPF-PR, aguardando o restauro para voltar aos trilhos novamente. Foto ABPF-PR.

Para saber mais sobre o processo de retauração da locomotiva N902, clique aqui.

2 comentários:

  1. 902... Uma relíquia, um tesouro... Ela é uma das únicas 2 locomotivas que restaram de uma frota de aproximadamente 23 locomotivas desse modelo... As MetroVickers...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A tração elétrica no Brasil sempre foi decadente. Se a V.F Federal do Leste Brasileiro não tivesse desistido de levar adiante a eletrificação de suas linhas, provavelmente boa parte dessas máquinas estariam em operação até hoje. Pena.

      Excluir